X
Menu
Cora Coralina

Março,

Mês das Mulheres, vamos continuar as comemorações falando de representatividade, Cora Coralina, Ana Lins dos Guimarães Peixoto,nascida em Goias, mãe, poetisa, contista, publicou seu primeiro livro aos 75 anos.

Genteeeeeeeee, 75 anos,  uma idosa, que com toda certeza desafiou um dos preconceitos da sociedade brasileira:  o envelhecimento, que vem carregado de muita crença e esteriótipo negativo.

Vamos observar e aplaudir , atitudes de mulheres como Cora Coralina, depois da morte do marido, tornou-se doceira para sustentar os quatro filhos. Viveu por muito tempo de sua produção de doces, se achava mais doceira do que escritora. Mas, quando sabemos o nosso propósito na vida, mesmo adormecidos, nunca é tarde para fazer desperta-los e dessa forma Cora nos presenteou com algumas obras e o segundo livro ” Meu mundo de Cordel”, tornou-se de notoriedade das pessoas, graças aos elogios do poeta Carlos Drummond de Andrade, em 1980.

Nos últimos anos de sua vida, sua obra foi reconhecida e foi convidada para participar de conferências e programas de televisão. Cora Coralina foi homenageada com o título de Doutor Honoris Causa da UFG. Foi eleita com o “Prêmio Juca Pato” da União Brasileira dos Escritores, como intelectual do ano de 1983, com o livro “Vintém de Cobre: Meias Confissões de Aninha”.

Cora Coralina faleceu em Goiânia, Goiás, no dia 10 de abril de 1985.

Share

You Might Also Liked

Relacionamentos Amorosos Inter – raciais Maria Quitéria Quem é Maria da Penha? Sexo: No Claro ou no Escuro 5 dicas para aumentar sua autoestima Sattva e suas vertentes de trabalho